SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 número35Salvador Allende, esterilización de alienados y debate eugénico chilenoEl grupo Iskra y el "modelo leninista" de organización partidaria: Un debate en el seno de la socialdemocracia rusa índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

  • En proceso de indezaciónCitado por Google
  • No hay articulos similaresSimilares en SciELO
  • En proceso de indezaciónSimilares en Google

Compartir


Izquierdas

versión On-line ISSN 0718-5049

Resumen

ESTEVES DE OLIVEIRA, Mariana. Precarização e resistência docente: Memórias de greves e crise de mobilização na Secretaria Estadual de Educação de São Paulo. Izquierdas (Santiago) [online]. 2017, n.35, pp.287-317. ISSN 0718-5049.  http://dx.doi.org/10.4067/S0718-50492017000400287.

Neste artigo, divulgamos parte da pesquisa de doutorado acerca do processo de precarização do trabalho docente na SEE-SP, sob a luz da História Social do Trabalho. Aqui, especificamente, apresentaremos a relação entre resistência docente e o processo de precarização, observada por meio da revisão bibliográfica e, principalmente, de memórias de professores aposentados e dos sentidos atribuídos pelos professores em atividades, desvelando o cenário de mobilização da categoria na sua dimensão de crise, reflexão e recriação da resistência. Conclui-se, nele, que a crise de mobilização docente é mais um elemento a ser compreendido como instrumento da precarização do trabalho de professores, na medida em que está engendrado para a fragmentação da categoria e, em tal perspectiva, se realiza.

Palabras clave : Precarização do trabalho docente; resistência; memórias de greves, crise de mobilização..

        · resumen en Inglés     · texto en Portugués     · Portugués ( pdf )