SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.26 número50Pesquisa social chilena em juventudes. O caso da revista Última DécadaFronteiras juvenis e crime índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Em processo de indexaçãoCitado por Google
  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO
  • Em processo de indexaçãoSimilares em Google

Compartilhar


Ultima década

versão On-line ISSN 0718-2236

Resumo

ELIZALDE, Silvia. Contextos que falam. Revisões do vínculo gênero/juventude: do caso María Soledad ao #niunamenos. Ultima décad. [online]. 2018, vol.26, n.50, pp.157-179. ISSN 0718-2236.  http://dx.doi.org/10.4067/S0718-22362018000300157.

O que pôde ser “olhado” pelo campo dos estudos de juventude em relação às diferenças de gênero e sexualidade há vinte e cinco anos, e o que pode ser observado agora? O que não pôde ser lido então e agora sim nessas chaves, e/ou vice-versa, e por quê? Como foi moldado este olhar? Que relação teve ou ainda tem com as operações de inteligibilidade destas mesmas distinções na agenda social mais extensa? Como tudo isto ressoa hoje em nossas decisões teóricas, de pesquisa e de compromisso intelectual com os e as jovens?

Com estas perguntas como um guia, a continuação exploro dois eventos que comoveram a vida social argentina nos extremos das últimas duas décadas e meia - um, no início dos anos 90 e o outro, com ressonâncias no presente - considerados “portas de entrada” para conjunturas culturais, políticas e históricas específicas. O objetivo é analisar algumas das condições de possibilidade e articulação que tornaram - ou não- publicamente “visível” o vínculo entre gênero e juventude o tempo todo, bem como os significados e alcances que assumiram estas diferenças críticas para a pesquisa em juventudes. O objetivo mais amplo é apontar algumas coordenadas conceituais e políticas em torno de uma perspectiva contextual para essa área do conhecimento e insistir na importância inegável de uma interrogação feminista para enfrentar alguns dos desafios teóricos e epistemológicos que estão por vir.

Palavras-chave : estudos de juventude; perspectiva contextual; femicídios; mulheres jovens; teoria feminista; María Soledad Morales; #niunamenos..

        · resumo em Espanhol | Inglês     · texto em Espanhol     · Espanhol ( pdf )