SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.21 número38NOTAS DE PESQUISA SOBRE JUVENTUDE, CULTURA E EDUCAÇÃO: O RELATO DOS ATORES índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ultima década

versão On-line ISSN 0718-2236

Resumo

GAYO, Modesto. A TEORIA DO CAPITAL CULTURAL E A PARTICIPAÇÃO CULTURAL DOS JOVENS: O CASO CHILENO COMO EXEMPLO. Ultima décad. [online]. 2013, vol.21, n.38, pp.141-171. ISSN 0718-2236.  http://dx.doi.org/10.4067/S0718-22362013000100007.

A teoría do capital cultural -desenvolvida por Pierre Bourdieu e seus seguidores-, tem mantido uma relação ambivalente com a juventude. Por um lado, os estágios iniciais de vida são cruciais para a formação do habitus, que estabelece as bases para futuras realizações. Por outro lado, os jovens ocupam posições subalternas no campo social, sendo herdeiros de uma cultura transmitida por suas famílias e contextos sociais de origem. No entanto, os estudos realizados nos últimos anos no contexto dessa teoria -principalmente em relação à prática cultural-, têm mostrado a importância da idade para compreensão dos padrões de comportamento identificados. Apesar disso, historicamente, as pesquisas feitas a partir da teoria das subculturas são as que mais têm avançado no estudo dos jovens. O objetivo deste artigo é contribuir para o desenvolvimento da teoria do capital cultural recorrendo majoritariamente ao diálogo e à convergência metodológica entre ambas as teorias, usando como exemplo o caso chileno.

Palavras-chave : juventude; capital cultural; participação cultural; espaço social; campo social.

        · resumo em Espanhol | Inglês     · texto em Espanhol     · Espanhol ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons