SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.27MEMORIAS SOBRE ALIMENTACIÓN EN PERSONAS MAYORES HOSPITALIZADASCOMPRENSIÓN DE LOS PACIENTES SOBRE LA CONTINUIDAD DEL CUIDADO POSTOPERATORIO, A PARTIR DEL AUTOCUIDADO DOMICILIAR índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

  • En proceso de indezaciónCitado por Google
  • No hay articulos similaresSimilares en SciELO
  • En proceso de indezaciónSimilares en Google

Compartir


Ciencia y enfermería

versión On-line ISSN 0717-9553

Resumen

SARMENTO GAMA, Camila; SILVA, Débora Fernanda  y  DE OLIVEIRA, Adriana Cristina. AVALIAÇÃO DA ADESÁO AO CHECKLIST CIRÚRGICO. Cienc. enferm. [online]. 2021, vol.27, 3.  Epub 16-Abr-2021. ISSN 0717-9553.  http://dx.doi.org/10.29393/ce27-3aaao30003.

Objetivo: Verificar a adesão ao checklist cirúrgico obtida por meio de diferentes ferramentas: completude, auditoria de processo e a avaliação da taxa de complicações e mortalidade, em um hospital universitário. Material e Método: Tratou-se de um estudo transversal realizado em um centro cirúrgico de um hospital universitário de Belo Horizonte, Brasil. A coleta de dados se deu em dois momentos: primeiro, auditoria da aplicação verbal do checklist e comparação com o preenchimento do formulário; e o segundo, de forma paralela, por revisão de prontuários de pacientes de cirurgias colorretais para avaliação da completude, taxas de infecção do sítio cirúrgico, reoperação, reinternação e óbito. Foi realizada análise descritiva dos dados, estatística inferencial e teste qui-quadrado. Resultados: No primeiro momento, 100 procedimentos aleatórios foram acompanhados para auditoria da aplicação verbal e nenhum deles foi totalmente seguido pela equipe cirúrgica, porém os formulários de 65% foram completamente preenchidos. No segundo momento, dos 353 prontuários analisados, 63,7% dos checklists estavam completos, a taxa de infecção do sítio cirúrgico foi maior naqueles incompletos e não foram observados impactos da sua completude nos demais desfechos. Conclusão: A completude do checklist não retratou a adesão ao mesmo, devendo ser usada com cautela como indicador, associando-a ferramentas complementares como a auditoria periódica e o monitoramento dos desfechos clínicos.

Palabras clave : Segurança do Paciente; Cirurgia; Lista de Checagem; Centros Cirúrgicos; Indicadores de Qualidade em Assistência à Saúde.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Portugués     · Portugués ( pdf )