SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 número18La vanguardia literaria: una instancia formativa del discurso crítico latinoamericanoDeus e o Problema da Existência na Modernidade Tardía: Reflexões sobre o diálogo Teología e Literatura na obra O Ano da Morte de Ricardo Reís índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


Literatura y lingüística

versión impresa ISSN 0716-5811

Resumen

BARCELLOS, José Carlos . Homoerotismo e abjeção em O lugar sem limites de José Donoso. Lit. lingüíst. [online]. 2007, n.18, pp.135-144. ISSN 0716-5811.  http://dx.doi.org/10.4067/S0716-58112007000100007.

O lugar sem limites, romance publicado em 1966 pelo escritor chileno José Donoso, vem sendo objeto de inúmeras leituras, em geral, alegóricas. É mérito da crítica literária gay ter chamado a atenção para a possibilidade de uma leitura realista do romance, que leve a sério a condição de travesti do personagem central Manuela. Nessa linha, este ensaio recorre à idéia de abjeção para interpretar a maneira como o personagem reivindica positivamente o lugar marginal que lhe é assinalado. Nesse sentido, opõe-se a outras leituras, articuladas a partir da idéia de transgressão.

Palabras clave : alegoria; romane; manfinalidade; transgressão; abjeção.

        · resumen en Inglés     · texto en Portugués

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons