SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.24 número1-2Longevity of Musca domestica L. (Diptera: Muscidae) parasitized by Habronema muscae Carter (Nematoda: Habronematidae)Hidatidosis múltiple índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Parasitología al día

versión impresa ISSN 0716-0720

Parasitol. día v.24 n.1-2 Santiago ene. 2000

http://dx.doi.org/10.4067/S0716-07202000000100006 

Metazoarios parásitos de Micropogonias furnieri
(Osteichthyes: Sciaenidae) do litoral do Estado do Rio
de Janeiro, Brasil

METAZOAN PARASITES OF Micropogonias furnieri (OSTEICHTHYES: SCIAENIDAE) FROM THE COASTAL ZONE FROM THE STATE OF RIO JANEIRO, BRAZIL

DIMITRI RAMOS ALVES* e JOSÉ LUIS LUQUE*

 

Between September of 1997 and August of 1998, 40 specimens of Micropogonias furnieri were captured of the coastal of the State of Rio de Janeiro, Brazil (aprox. 21-23° S, 41-45° W), and necropsied to study of their metazoan parasites. Seventeen species of metazoan parasites were identified, 1 aspidobothrid, 3 digeneans, 3 monogeneans, 1 cestode, 2 acantocephalans, 2 nematodes, 1 hirudinean, 3 copepods and 1 isopod. Micropogonias furnieri is a new host record for Brachadena pyriformis Linton, 1910; Caligus haemulonis Krøyer, 1863; and Clavellotis dilatata (Krøyer, 1863). Neobrachiella chevreuxii (van Beneden, 1891) and Dichelyne elongatus (Tornquist, 1931) were recorded by the first time from Brazil.
Key words: Metazoan parasites; Taxonomic records; Micropogonias furnieri; Sciaenidae; Brazil.

INTRODUÇÃO

Micropogonias furnieri (Desmarest, 1823) é uma espécie costeira, encontrada em fundos de lama e areia, mais comumente em profundidades inferiores a 60 m. Alimenta-se de organismos planctônicos nas primeiras fases de desenvolvimento, passando nas fases seguintes, a apresentar um espectro alimentar bastante diversificado, constituído por elementos componentes das comunidades demersal e bentônica.1 Os hábitos alimentares de M. furnieri sugerem uma grande potencialidade para participar como hospedeiro intermediário, ou definitivo, em sistemas parasitários transmitidos troficamente. Esta espécie se distribui desde o Golfo do México, Antilhas até o Golfo de San Matías, na Argentina.2

M. furnieri constitui um importante recurso pesqueiro no sudeste do Brasil e sua fauna parasitária tem sido objeto de alguns estudos preliminares, que incluim o registro de metazoários parasitos, principalmente nos Estados do Rio de Janeiro, de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul.3 -14

MATERIAIS E METODOS

Foram necropsiados 40 espécimes de M. furnieri, no período de setembro de 1997 até agosto de 1998, provenientes do litoral do Estado do Rio de Janeiro, aproximadamente entre 21-23º S e 41-45º O. A determinação dos hospedeiros foi feita de acordo com Menezes & Figueiredo.2 Os peixes examinados mediram 42,9 ± 10,3 (26,5-59) cm de comprimento total. Para coleta dos parasitos foram utilizadas peneiras de 10 cm de diâmetro e 154 µm de abertura. Os digenéticos e os aspidobótrios foram fixados em AFA e para sua coloração foi utilizada hematoxilina de Delafied. Os monogenéticos foram fixados em AFA e corados com tricrômico de Gomori. Os acantocéfalos e cestóides foram colocados em água destilada na geladeira para provocar a extroversão das estruturas de fixação e foram fixados em AFA, sua coloração foi feita com carmalúmem de Mayer. Todos estes parasitas foram clarificados com creosoto de faia e montados em bálsamo do Canadá. Os nematóides foram fixados em AFA, conservados em etanol 70º GL e clarificados com lactofenol de Amann. Os copépodes foram fixados diretamente em etanol 70º GL e clarificados com ácido láctico. Espécimes representativos das espécies de helmintos foram depositados na Coleção Helmintológica da Fundação Instituto Oswaldo Cruz (FIOCRUZ), Rio de Janeiro, RJ. Espécimes representativos dos copépodes foram depositados na Coleção Carcinológica do Departamento de Invertebrados do Museu Nacional, Quinta da Boa Vista (MNRJ), Rio de Janeiro, RJ.

RESULTADOS

PLATYHELMINTHES Gegenbaur, 1859
ASPIDOBOTHREA Burmeister, 1856
ASPIDOGASTRIDAE Poche, 1907
Lobatostoma ringens (Linton, 1905)

Material estudado: 13 espécimes corados e montados
Local de infecção:
Intestino
Material depositado: CHIOC Nº 34.016 (01 espécime corado e montado)
Comentários: No Brasil L. ringens foi registrado parasitando Micropogonias sp. (Sciaenidae) coletado no litoral de Angra dos Reis, Estado do Rio de Janeiro4 e parasitando M. furnieri na região costeira de Mar del Plata, Argentina.15

DIGENEA Van Beneden, 1858
HEMIURIDAE Looss, 1899
Brachadena pyriformis Linton, 1910

Material estudado: 2 espécimes corados e montados
Local de infecção: Intestino
Material depositado: CHIOC Nº 34.013 (01 espécime corado e montado)
Comentários: Recentemente, foi registrado B. pyriformis parasitando Menticirrhus americanus no litoral do Estado do Rio de Janeiro.16 M. furnieri é um novo registro de hospedeiro para B. pyriformis.

Lecithochirium microstomum
Chandler, 1935

Material estudado: 11 espécimes corados e montados
Local de infecção: Estômago e intestino
Material depositado: CHIOC Nº 34.014 (01 espécime corado e montado)
Comentários: Fábio9 registrou esta espécie parasitando M. furnieri no litoral do Rio de Janeiro e outros investigadores também coletaram L. microstomum parasitando M. americanus na mesma localidade.16

OPECOELIDAE Ozaki, 1925
Pachycreadium gastrocotylum
(Manter, 1940)

Material estudado: 25 espécimes corados e montados
Local de infecção: Estômago e intestino
Material depositado: CHIOC Nº 34.015 (01 espécime corado e montado)
Comentários: Descrito originalmente,17 como pertencente ao gênero Plagioporus parasitando Calamus brachysomus nas ilhas de Galapagos. Posteriormente, transferiu esta espécie para o gênero Pachycreadium.18 No Brasil, P. gastrocotylum foi registrado parasitando M. furnieri e Stellifer rastrifer (Sciaenidae) no litoral do Rio de Janeiro,12 e M. furnieri no litoral da Argentina.15

MONOGENEA van Beneden, 1858
POLYONCHOINEA Bychowsky, 1937
CAPSALIDAE Baird, 1853
Encotyllabe spari Yamaguti, 1934

Material estudado: quatro espécimes corados e montados
Local de infestação: Arcos brânquiais e placas faringeanas
Material depositado: CHIOC Nº 34.017 (01 espécime corado e montado)
Comentários: Investigadores registraram um espécime de E. spari parasitando M. furnieri no litoral do Rio de Janeiro10 e recentemente parasitando M. americanus.19

OLIGONCHOINEA Bychowsky, 1937
MACROVALVITREMATIDAE
Yamaguti, 1963
Macrovalvitrema sinaloense Caballero & Bravo-Hollis, 1955

Material estudado: 30 espécimes corados e montados
Local de infestação: filamentos branquiais
Material depositado: CHIOC Nº 34.018 a-b (02 espécimes corados e montados)
Comentários: M. sinaloense foi descrito originalmente,20 parasitando as brânquias de Micropogon ectenes e Umbrina roncador na costa do Oceano Pacífico no México.21 No Brasil M. sinaloense foi registrado parasitando M. furnieri, ambos os registros foram feitos no litoral do Estado do Rio de Janeiro.10

Pterinotrematoides mexicanum
Caballero & Bravo-Hollis, 1955

Material estudado: 40 espécimes corados e montados
Local de infestação: brânquias
Material depositado: CHIOC Nº 34.019 a-b (02 espécimes corados e montados)
Comentários: P. mexicanum foi descrito parasitando Micropogon ectenes no Oceano Pacífico no litoral do México.20 No Brasil P. mexicanum foi registrado parasitando M. furnieri no litoral do Estado do Rio de Janeiro.10

EUCESTODA Southwell, 1930
TRYPANORHYNCHA Diesing, 1863
PTEROBOTHRIIDAE Printner, 1931
Pterobothrium heteracanthum
(Diesing, 1850)

Material estudado: 11 espécimes (plerocer-cóides) corados e montados
Local de infecção: cavidade celomática
Material depositado: CHIOC Nº 34.020 a-b (02 espécimes corados e montados)
Comentários: P. heteracanthum foi registrado, parasitando M. furnieri no litoral do Rio de Janeiro,8 e parasitando vários sciaenídeos do litoral do Paraná.22 Pereira.14 registrou P. heteracanthum como parte de um complexo de tripanorinquídeos parasitos de M. furnieri no litoral do Rio Grande do Sul. Na Argentina, foi regisrado a ocorrência de tripanorin-quídeos, não identificadas, na cavidade celomática de M. furnieri.15

ACANTHOCEPHALA Rudolphi, 1808
PALAEOACANTHOCEPHALA
Meyer, 1931
POLYMORPHIDAE Meyer, 1931
Corynosoma sp. (cistacanto)

Material estudado: quatro espécimes corados e montados.
Local de infecção: mesentério
Material depositado: CHIOC Nº 34.021 a-b (02 espécimes corados e montados)
Comentários: No Brasil, investigadores registraram Corynosoma australe, parasitando M. furnieri.13 Recentemente foi registrado Corynosoma sp. parasitando o sciaenídeo Umbrina canosai, ambos os registros foram feitos no litoral do Estado do Rio Grande do Sul.23 Sardella et al.15 registraram C. australe parasitando a cavidade celomática de M. furnieri na região costeira de Mar del Plata, Argentina.

ILLIOSENTIDAE Golvan, 1960
Dollfusentis chandleri Golvan, 1969

Material estudado: quatro espécimes corados e montados
Local de infecção: intestino
Material depositado: CHIOC Nº 34.022 (01 espécime corado e montado)
Comentários: Este acantocéfalo foi regis trado parasitando M. furnieri na Venezuela.11 No Brasil, D. chandleri foi registrado pela primeira vez, parasitando Haemulon sciurus.24 Registros posteriores no Rio de Janeiro foram feitos em Archosargus rhomboidalis, Eucinostomus argenteus e Umbrina coroides25 e em O. ruber e H. steindachneri.26

NEMATODA Rudolphi, 1808
ASCARIDOIDEA Railliet & Henry, 1915
ANISAKIDAE Skrjabin & Karokhin, 1945
Contracaecum sp. (larva)

Material estudado: 20 espécimes
Local de infecção: mesentério
Material depositado: CHIOC Nº 33.841 a-c (03 espécimes)
Comentários: A ocorrência de larvas de Contracaecum sp. no intestino de M. furnieri, capturados no Golfo da Venezuela foi registrada,11 e recentemente em M. americanus, no litoral do Estado do Rio de Janeiro.19

SPIRUROIDEA Railliet & Henry, 1915
CUCULLANIDAE Cobbold, 1864
Dichelyne (Cucullanellus) elongatus (Tornquist, 1931)

Material estudado: 40 espécimes
Local de infecção: estômago e intestino
Material depositado: CHIOC Nº 33.842 a-c (03 espécimes machos), CHIOC Nº 33.843 a-c ( 03 espécimes fêmeas)
Comentários: Nematóides do gênero Dichelyne parasitando os sciaenídeos Paralonchurus peruanus e Sciaena deliciosa, ambos coletados na costa do Peru foi registrada.27 Dichelyne (Cucullanellus) elongatus foi registrado no Golfo da Venezuela11 e na Argentina, parasitando M. furnieri.15 Este é o primeiro registro desta espécie no litoral brasileiro.

COPEPODA Edwards, 1840
SIPHONOSTOMATOIDA Latreille, 1829
CALIGIDAE Burmeister, 1835
Caligus haemulonis Krøyer, 1863

Material estudado: Seis machos e cinco fêmeas
Local de infestação: brânquias
Material depositado: MNRJ Nº 13329 (03 espécimes machos e 03 espécimes fêmeas). Comentários: No Brasil, C. haemulonis parasitando dois peixes da família haemulídeos, H. steindachneri e O. Ruber foi registrado.28 e também parasitando M. americanus.19 Todos estes registros foram feitos no Litoral do Estado do Rio de Janeiro. M. furnieri é um novo registro de hospedeiro para C. haemulonis.

LERNAEOPODIDAE Milne-Edwards, 1840
Clavellotis dilatata (Krøyer, 1863)

Material estudado: quatro fêmeas
Local de infestação: brânquias
Material depositado: MNRJ Nº 13330 (01 espécime fêmea).
Comentários: Investigadores29, 27 registra-ram a presença de C. dilatata parasitando vários peixes da família Sciaenidae, na costa do Peru. No Brasil, outros autores registraram parasitando O. ruber e H. steidachneri, no litoral do Estado do Rio de Janeiro.30 M. furnieri é um novo registro de hospedeiro para C. dilatata.

Neobrachiella chevreuxii (van Beneden, 1891)

Material estudado: seis fêmeas
Local de infestação: superfície interna do opérculo

Material depositado: MNRJ Nº 13331 (04 espécimes fêmeas).
Comentários: Neobrachiella chevreuxii é um parasito comum de peixes marinhos das famílias Sciaenidae e Lutjanidae27, 29, 31 no Pacífico da América do Sul. Investigadores na Argentina registraram N. chevreuxii no opérculo de M. furnieri.15 É a primeira vez que este parasito é coletado no litoral brasileiro.

RESUMO

Entre setembro de 1997 e agosto de 1998 foram examinados 40 espécimes de Micropogonias furnieri (Desmarest, 1823) (Osteichthyes: Sciaenidae) do litoral do Estado do Rio de Janeiro, Brasil (aprox. 21-23° S, 41-45° O), sendo necropsiados para estudo dos seus metazoários parasitos. Dezessete espécies de metazoários parasitos foram encontrados, sendo 1 espécie de aspidobothreo, 3 de digenéticos, 3 de monogenéticos, 1 de cestóide, 2 de acantocéfalos, 2 de nematóides, 1 de hirudíneo, 3 de copépodes e 1 de isópode. Micropogonias furnieri é um novo registro de hospedeiro para as seguintes espécies: Brachadena pyriformis Linton, 1910; Caligus haemulonis Krøyer, 1863 e Clavellotis dilatata (Krøyer, 1863). Neobrachiella chevreuxii (van Beneden, 1891) e Dichelyne elongatus (Tornquist, 1931) é registrada pela primeira vez no Brasil.

* Departamento de Parasitología Animal-Curso de Pós-Graduacao em Medicina Veterinária-Paraitologia Veterinária, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Caixa Postal 74508, CEP 23851-970, Seropédica, RJ, Brasil. E-mials: jlluque@domain.com.br, dimitri@domain.com.br

REFERÊNCIAS

1.- VAZZOLER, A. E. A. de M. Síntese de conhecimento sobre a biologia da corvina, Micropogonias furnieri (Desmarest, 1823), da costa do Brasil. Atlântica Rio Grande 1991; 13: 55-74.         [ Links ]

2.- MENEZES N A, FIGUEIREDO J L. Manual de Peixes Marinhos do Sudeste do Brasil. IV. Teleostei (3). Museu de Zoologia, Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, 96 p. 1980.         [ Links ]

3.- VICENTE J J, SANTOS E. Alguns helmintos de peixes do litoral Norte Fluminense - 1. Mem Inst Oswaldo Cruz 1973; 71: 95-113.         [ Links ]

4.- GOMES D C, FÁBIO S P. Ocorrência de Lobatostoma ringens (Linton, 1905) no Brasil. Atas Soc Biol Rio de Janeiro 1976; 18: 83-5.         [ Links ]

5.- MONTÚ M. Parasite Copepods of Southern Brazilian fishes. I. Ergasilus euripedesi n.sp (Copepoda: Cyclopoiidea). Iheringia, 1980; 56: 53-62.         [ Links ]

6.- AMATO J F R. Digenetic trematodes of Percoid fishes of Florianópolis, southern Brasil-Homalometridae, Lepocreadiidae and Opecoelidae, with the description of seven new species. Rev Brasil Biol 1983; 43: 73-98.         [ Links ]

7.- AMATO J F R. Digenetic trematodes of Percoid fishes of Florianópolis, southern Brasil-Pleorchiidae, Didymozoidae and Hemiuridae, with description of three new species. Rev Brasil Biol 1983; 43: 73-98.         [ Links ]

8.- SÃO CLEMENTE S C. Plerocercos da ordem Trypanorhyncha, parasitos de corvina Micropogonias furnieri (Desmarest, 1823) no litoral do estado do Rio de Janeiro. Atas Soc Biol Rio de Janeiro 1986; 26: 29-36.         [ Links ]

9.- FÁBIO S P. Sobre três Hemiuridae parasitos de peixes do litoral do Estado do Rio de Janeiro (Trematoda: Digenea). Arq Univ Fed Rural do Rio de Janeiro 1988; 11: 45-9.         [ Links ]

10.- KOHN A, SANTOS C P, COHEN S C. Monoge-nean parasites of Micropogonias furnieri (Desmarest, 1823) (Pisces: Sciaenidae) from the littoral of Rio de Janeiro State, Brazil. Mem Inst Oswaldo Cruz 1989; 84: 291-5.         [ Links ]

11.- VICENTE J J, PINTO R M, AGUILERA O. On Dichelyne (Cucullanellus) elongatus (Tornquist, 1931) Petter, 1974: South American correlated species (Nematoda, Cucullanidae) and some other helminths of Micropogonias furnieri (Desmarest, 1823) (Pisces, Sciaenidae). Mem Inst Oswaldo Cruz 1989; 84: 357-61.         [ Links ]

12.- FERNANDES M. MB, GOULART M B. First report of the genera Macvicaria Gibson & Bray, 1982, Pachycreadium Manter, 1954 and Saturnius Manter, 1969 (Trematoda: Digenea) in Brazilian marine fishes. Mem Inst Oswaldo Cruz 1992; 87: 101-4.         [ Links ]

13.- PEREIRA Jr J, NEVES L F M. Corynosoma australe Johnston, 1937 (Acanthocephala: Polymor-phidae) em Micropogonias furnieri (Desmarest, 1823) (Perciformes: Sciaenidae) do litoral do Rio de Grande do Sul. Com Mus Ciênc PUCRS 1993; 6: 51-61.         [ Links ]

14.- PEREIRA Jr J. O Complexo de Espécies de Trypa-norhyncha (Cestoda), em Corvinas Micropogonias furnieri do litoral do Rio Grande do Sul. Arq Fac Vet UFRGS 1993; 21: 58-70.         [ Links ]

15.- SARDELLA N H, ETCHEGOIN A J, MARTORE-LLI S R. Las comunidades parasitárias de Micropogonias furnieri (Corvina) en Argentina. Bol Inst Oceanog Venezuela, Universidade Oriente 1995; 34: 41-7.         [ Links ]

16.- CHAVES N D, LUQUE J L. Trematódeos digené-ticos parasitos de Menticirrhus americanus (Osteichthyes: Sciaenidae) no litoral do Estado do Rio de Janeiro, Brasil. Parasitol al Día 1998; 22: 33-7.         [ Links ]

17.- MANTER H W. Digenetic trematodes of fishes from the Galapagos Islands and the neighboring Pacific. Reports Allan Hancock Pac Exped (1932-38) 1940; 2: 325-497.         [ Links ]

18.- MANTER H W. Trematoda of the Golf of Mexico. Fish Bull 1954; 55: 335-50.         [ Links ]

19.- CHAVES N N, LUQUE J L. Ecologia da comuni-dade de metazoários parasitos do papa-terra, Menticirrhus americanus (Osteichthyes: Sciaeni-dae), do litoral do Estado do Rio de Janeiro, Brasil. Rev Brasil Parasit Vet 1999 (no prelo).         [ Links ]

20.- CABALLERO E C, BRAVO-HOLLIS M. Tremáto-dos de peces de aguas Mexicanas del Pacifico. VIII. Descripción de tres nuevos generos de tremátodos monogeneos. Anal Inst Biol Univ Nac Aut México 1955; 26: 89-115.         [ Links ]

21.- BRAVO-HOLLIS M. Helmintos de peces del Pacífico Mexicano. XXXIX. Dos subfamilias nuevas de Monogeneos de la familia Macrovalvitrematidae Yamaguti, 1963. Anal Inst Biol Univ Nac Aut México 1982; 52: 27-38.         [ Links ]

22.- GARCIA R G F, GARCIA M M P, SCHONHO-FEN C A. Parasitos de Peixes Marinhos do Litoral Paranaense I-Presença de Cestóides. Acta Biol Paran, Curitiba 1983; 12: 145-66.         [ Links ]

23.- CEZAR A D, AMATO J F R. Corynosoma sp. (Acanthocephala: Polymorphidae) em Umbrina canosai (Osteichthyes: Sciaenidae), do litoral do Estado do Rio Grande do Sul, Brasil. Parasitol al Día 1998; 22: 45-8.         [ Links ]

24.- KOHN A, MACEDO B. First record of Aspiculuris tetraptera (Nitzsch, 1821) (Nematoda: Oxyuridae) and Dollfusentis chandleri (Golvan, 1969) (Acanthocephala: Illiosentidae) in Haemulon sciurus (Shaw, 1803) (Pisces: Pomadasyidae). Ann Parasitol Hum Comp 1984; 59: 477-82.         [ Links ]

25.- NORONHA D, VICENTE J J, PINTO R M, DE FÁBIO S P. Gorgorhynchus trachinotus n. sp. and new host record for Dollfusentis chandleri Golvan, 1969 (Paleacanthocephala: Echinorhyn-choidea). Mem Inst Oswaldo Cruz 1986; 84: 357-61.         [ Links ]

26.- LUQUE J L, AMATO J F R, TAKEMOTO R M. Comparative analysis of the communities of meta-zoan parasites of Orthopristis ruber and Haemulon steindachneri (Osteichthyes: Haemulidae) from southeastern Brazilian littoral: I structure and influence of size and sex of hosts. Rev Brasil Biol 1996; 56: 279-92.         [ Links ]

27.- OLIVA M E, LUQUE J L. Metazoan Parasite Infracommunities in Five Sciaenids from the Central Peruvian Coast. Mem Inst Oswaldo Cruz 1998; 93: 175-80.         [ Links ]

28.- LUQUE J L, TAKEMOTO R M. Parasitic copepods on Orthopristis ruber (Cuvier) and Haemulon steindachneri (Jordan and Gilbert) (Osteichthyes: Haemulidae) from the Brazilian littoral, with description of a new species of Caligus (Siphonostomatoida: Caligidae). Rev Brasil Biol 1996; 56: 529-46.         [ Links ]

29.- LUQUE J L, FARFÁN C. Copépodos de la Familia Lernaeopodidae (Siphonostomatoida) parasitos de algunos peces de la Familia Sciaenidae (Teleostei) en el mar Peruano. Parasitol al Dia 1990; 14: 63-6.         [ Links ]

30.- LUQUE J L, TAKEMOTO R M. Parasitic copepods on Orthopristis ruber (Cuvier) and Haemulon steindachneri (Jordan and Gilbert) (Osteichthyes: Haemilidae) from the Brazilian littoral, with description of a new species of Caligus (Siphonosto-matoida: Caligidae). Rev Brasil Biol 1996; 56: 529-46.         [ Links ]

31.- CASTRO R, BAEZA H. Some species of Neobra-chiella Kabata, 1979 (Copepoda: Lernaeopodidae), parasitic on Chilean fishes, with description of Neobrachiella paralichthyos sp. nov. from Parali-chthys adspersus (Steindachner). Crustaceana 1986; 51: 245-53.         [ Links ]