SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 número1“A proibição da eutanásia” e o juramento médico de Hippocratic stemmaComo mídias sociais afetam a confidencialidade dos pacientes? Revisão dos potenciais problemas e recomendações índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Em processo de indexaçãoCitado por Google
  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO
  • Em processo de indexaçãoSimilares em Google

Compartilhar


Acta bioethica

versão On-line ISSN 1726-569X

Resumo

LOEWE, Daniel. Metilfenidato e Modafinil: justiça igualitária e políticas de acesso a melhoria cognitiva farmacológica. Acta bioeth. [online]. 2017, vol.23, n.1, pp.179-188. ISSN 1726-569X.  http://dx.doi.org/10.4067/S1726-569X2017000100179.

O artigo investiga os critérios para o acesso às tecnologias de aprimoramento cognitivo farmacológica, especialmente o modafinil e o metilfenidato, no caso de adultos saudáveis. Na perspectiva da justiça igualitária, tendo como referência a teoria da justiça de Rawls, argumenta-se a favor de uma política de acesso livre através de mecanismos de mercado, porém com acesso facilitado no caso dos piores situados na sociedade.

Palavras-chave : justiça igualitária; igualdade de oportunidades; aprimoramento cognitivo farmacológico; metilfenidato; modafinil.

        · resumo em Espanhol | Inglês     · texto em Espanhol     · Espanhol ( pdf )