SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.22 número2Técnicas de reprodução humana assistida heterólogas: o direito de conhecer as origens. Legislação versus subjetividade?John Stuart Mill sobre o suicídio índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Em processo de indexaçãoCitado por Google
  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO
  • Em processo de indexaçãoSimilares em Google

Compartilhar


Acta bioethica

versão On-line ISSN 1726-569X

Resumo

FIGUEROA CAVE, Gustavo. A ciência irrompe na ética médica: neuroética e psicanálise de Freud. Acta bioeth. [online]. 2016, vol.22, n.2, pp.229-240. ISSN 1726-569X.  http://dx.doi.org/10.4067/S1726-569X2016000200010.

A psicanálise e a neuroética se ocupam dos fenômenos éticos que nascem da aplicação de técnicas e tecnologias surgidos das ciências da psiquê. Existe uma considerável coincidência entre os tópicos cobertos pela neuroética e os fenômenos conceituais que tem constituido a ocupação dos psicanalistas. A neuroética descansa numa perspectiva biologicista, na qual é real só aquilo que é biológico; com isso entrega uma visão da ética que limita o significado do único tema que importa à psicanálise: a compreensão dos significados inconscientes e o papel do discurso para discernir e justificar estes sentidos. A neuroética tem conduzido a ética a considerar o sensorial, o físico e o visual, às expensas do significado psicológico da dimensão psíquica da existência humana.

Palavras-chave : neuroética; psicanálise; significado inconsciente; sem querer; produtos biológicos.

        · resumo em Espanhol | Inglês     · texto em Espanhol     · Espanhol ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons