SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 número40Agenda e uso de fontes nas manchetes e principais notícias da mídia chilena. Um estudo da imprensa, rádio e televisãoJovens e contextos quotidianos de consumo e apropriação de notícias índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Em processo de indexaçãoCitado por Google
  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO
  • Em processo de indexaçãoSimilares em Google

Compartilhar


Cuadernos.info

versão impressa ISSN 0719-3661versão On-line ISSN 0719-367X

Resumo

LAVIN, Eva  e  GALLARDO-CAMACHO, Jorge. A relação entre militares e correspondentes argentinos autorizados a cobrir in loco a Guerra das Malvinas. Cuad.inf. [online]. 2017, n.40, pp.123-136. ISSN 0719-3661.  http://dx.doi.org/10.7764/cdi.40.1054.

A Guerra das Malvinas marcou um ponto de inflexão no jornalismo de guerra. A localização das ilhas, a 464 km da costa da Argentina e a mais de 12.700 quilô metros dos britânicos, permitiram aos militares censurar informações e liberar o acesso a campo para poucos correspon dentes. O artigo utiliza uma metodolo gia qualitativa, baseada em entrevistas em profundidade com os correspon dentes argentinos que cobriram o con flito. Concluiu-se que houve tentativa de manipular as informações por parte dos militares, embora a falta de coorde nação entre o comando militar eviden ciou uma falta de critério em relação aos temas censurados.

Palavras-chave : correspondentes de guerra; Guerra das Malvinas; censura; fotojornalismo; Relatório Rattenbach.

        · resumo em Espanhol | Inglês     · texto em Espanhol     · Espanhol ( pdf )