SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.10 número30Politización del malestar, movilización social y transformación ideológica: el caso "Chile 2011"Sujeto político y vida pública: privatización de la educación en Chile y sus consecuencias en los sujetos que se educan índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


Polis (Santiago)

versión On-line ISSN 0718-6568

Resumen

MIRA S, Andrea. Crise da representação e da agitação social: Uma aproximação da experiência atual do Chile.. Polis [online]. 2011, vol.10, n.30, pp.185-197. ISSN 0718-6568.  http://dx.doi.org/10.4067/S0718-65682011000300009.

Há algum tempo o chamado modelo chileno está em xeque. As demandas da sociedade civil chilena se tornar palpável nas ruas do nosso país. O desconforto e, conseqüentemente, o protesto social, cada vez mais tem tomado força e adesão entre os quais se sentem representados na coisa mais mínima nem para o Estado nem para a classe política, gerando, como provou diferentes frentes de conflito, como ativistas ecológicos, os trabalhadores da o cobre, os estudantes secundários e universitários, professores e pessoas Mapuche entre outros, que não tenham terminado na impopularidade de largura e rejeição do atual presidente do Chile, Sebastián Piñera. No entanto, a dicotomia gerada é interessante. Enquanto que no foro interno do país um protesto histórico social de proporções acontece para a grande diferença e desigualdade, este reflete uma economia em expansão, e os indicadores macroeconômicos que mostrar a ele como o melhor da América Latina.

Palabras clave : movimentos sociais; crise de representatividade; áreas de conflito; agitação social.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Español     · Español ( pdf )

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons