SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 número2Desempeño agronómico de cultivares de cebolla orgánica en dos épocas del añoViabilidade agronômica de consórcios de brócolis e alface estabelecidos em diferentes épocas índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Idesia (Arica)

versión On-line ISSN 0718-3429

Resumen

DE ANDRADE, Leandro Oliveira et al. Qualidade de flores de girassóis ornamentais irrigados com águas residuária e de abastecimento. Idesia [online]. 2012, vol.30, n.2, pp. 19-27. ISSN 0718-3429.  http://dx.doi.org/10.4067/S0718-34292012000200003.

O uso de água residuária tratada vem sendo praticado na atividade agrícola e tende a ser uma alternativa econômica e ambiental para o cultivo de flores, principalmente de corte, em que o produto final não tem contato direto com a água. Objetivou-se avaliar a qualidade de flores de genótipos de girassol para corte irrigados com águas residuária e de abastecimento em sistema orgânico de cultivo. O ensaio foi conduzido em ambiente protegido pertencente à Universidade Federal de Campina Grande - PB, Brasil, adotando-se o delineamento experimental de blocos casualizados em esquema fatorial 4 x 2, com 3 repetições e 2 plantas por parcela, sendo 4 genótipos de girassol (EMBRAPA 122/V2000 - G1, Sol Noturno - G2, Sol Vermelho - G3 e Debilis Creme - G4), combinadas com 2 águas de irrigação (água de abastecimento - A1 e água residuária tratada oriunda de esgoto doméstico tratado - A2). A prática do reúso se mostrou significativamente melhor para as variáveis de altura de planta, diâmetro de caule, número de folhas, diâmetros externo e interno de capítulo, além de número de pétalas. O melhor genótipo, de maneira geral, foi o Sol Noturno, que se destacou sobremaneira no período pós-colheita, com o melhor resultado de durabilidade.

Palabras clave : Helianthus annuus L.; flores de corte; reúso de água.

        · resumen en Inglés     · texto en Portugués     · pdf en Portugués