SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 número3PRODUÇÃO DE MUDAS DE CAFÉ ‘CONILON’ PROPAGADAS VEGETATIVAMENTE EM DIFERENTES NÍVEIS DE SOMBREAMENTO índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Idesia (Arica)

versión On-line ISSN 0718-3429

Resumen

DE OLIVEIRA GARCIA, Giovanni et al. TEORES FOLIARES DOS MACRONUTRIENTES CATIÔNICOS E SUAS RELAÇÕES COM O SÓDIO EM PLANTAS DE MILHO SOB ESTRESSE SALINO. Idesia [online]. 2007, vol.25, n.3, pp. 93-106. ISSN 0718-3429.  http://dx.doi.org/10.4067/S0718-34292007000300010.

O estresse salino representa um dos mais sérios fatores que limitam o crescimento e a produção das culturas, induzindo a modificações morfológicas, estruturais e metabólicas nas plantas superiores. Com objetivo avaliar os efeitos da salinidade do solo sobre os teores nutricionais dos macronutrientes catiônicos e suas relações com o sódio em uma variedade de milho, foi conduzindo em lisímetros de drenagem sob condições de casa de vegetação, montado em delineamento inteiramente casualizado com sete tratamentos, sendo um irrigado com água doce e sem lixiviação e seis irrigados com água salina de 1,2 dS m-1, com frações de lixiviação de 40, 30, 20, 15, 10 e 5% da lâmina de irrigação aplicada, e três repetições. Os efeitos da salinidade do solo sobre a nutrição mineral da cultura do milho foram avaliados determinando o teor foliar dos macronutrientes catiônicos e suas relações com o sódio aos 30, 60, 90 e 120 dias após o plantio. No cultivar avaliado, o aumento da salinidade do solo decorrente da irrigação com água salina elevou os teores de sódio, as relações Na+/Ca2+, Na+/Mg2+, Na+/K+ e reduziu os teores de cálcio, magnésio e potássio, refletindo dessa forma, o desequilíbrio nutricional causado pelo estresse nutricional conseqüente do estresse salino progressivo.

Palabras clave : Salinidade do solo; Zea mays L.; nutrição mineral.

        · resumen en Inglés     · texto en Portugués     · pdf en Portugués