SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.21 número2Los inmigrantes franceses y la viticultura en Chile: El caso de René F. Le FeuvreRivalidades de aldea y gran sociedad vinícola: las organizaciones de productores vitivinícolas en Chile, 1870-1930 índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Universum (Talca)

versión On-line ISSN 0718-2376

Resumen

SEQUEIRA, Carla. A Região Vinhateira do Alto Douro, entre o livre-cambismo e o proteccionismo. Universum [online]. 2006, vol.21, n.2, pp. 138-146. ISSN 0718-2376.  http://dx.doi.org/10.4067/S0718-23762006000200009.

Em 1865, assiste-se ao estabelecimento de uma política livre-cambista por parte do Estado relativamente ao Alto Douro Vinhateiro, região que gozava de um regime proteccionista implantado desde a sua demarcação, na segunda metade do século XVIII. Esta nova realidade, aliada ao aparecimento da filoxera e à concorrência comercial, onde avultam as fraudes e as falsificações internas e externas, leva a uma situação de crise. Perante esta alteração de cenário económico e cultural, assiste-se ao emergir de sucessivas reivindicações pelo regresso a um regime proteccionista para a Região Demarcada do Douro, em choque com interesses de outros grupos sócio-económicos, particularmente a viticultura do Sul e os grupos ligados aos interesses cerealíferos, mais próximos do poder central e exercendo forte pressão sobre o Estado

Palabras clave : Região Demarcada do Douro; Vinho do Porto; Denominação de origem; Intervenção do Estado; Movimentações sociais.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Portugués