SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.19 número35Prácticas e fenômenos emergentes na juventude como meio de transformação social na ColômbiaO pai adolescente, sua relação parental e conjugal índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Ultima década

versão On-line ISSN 0718-2236

Resumo

MEDAN, Marina. Sociabilidade juvenil masculina e risco: Discrepâncias e acordos entre um programa de prevenção do delito juvenil e seus beneficiários. Ultima décad. [online]. 2011, vol.19, n.35, pp. 61-87. ISSN 0718-2236.  http://dx.doi.org/10.4067/S0718-22362011000200004.

A partir dos anos 90, na América Latina, manifesta-se a preocupação estatal com o delito juvenil, por meio de programas que conciliam interesses de segurança e de inclusão social. Paralelamente, estatísticas oficiais assinalam o viés masculino e juvenil do delito e de outras ações de risco, mas sem problematizar a dimensão de gênero. Assumir riscos é uma das práticas associadas tipicamente à masculinidade. Por sua vez, representa o principal questionamento que um programa de prevenção do delito juvenil realiza para seus beneficiários homens. Este artigo aborda como as definições sobre o que se considera arriscado na sociabilidade juvenil masculina são diferentes para programas e beneficiários e impõem limites aos objetivos da intervenção institucional. A emergência de tais discrepâncias permite discutir, além de tudo, o papel das instituições nas construções identitárias de gênero e a capacidade de resposta juvenil a partir de sua posição de subalternidade. O dados utilizados surgem de um estudo qualitativo sobre um programa de prevenção do delito juvenil implementado na zona sul da Grande Buenos Aires, Argentina. O trabalho de campo foi realizado entre 2007 e 2009.

Palavras-chave : políticas sociais; interações sociais; masculinidades juvenis.

        · resumo em Espanhol | Inglês     · texto em Espanhol     · pdf em Espanhol