SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.37 número2Las representaciones de los docentes en los procesos de construcción identitarios de las personas sordas dentro de su educaciónLa integración de las TIC en los centros educativos: percepciones de los coordinadores y directores índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Estudios pedagógicos (Valdivia)

versión On-line ISSN 0718-0705

Resumen

ORTIZ, Iván. Situação empregatícia dos jovens egressos do ensino médio: uma comparação entre egressos do ensino técnico e humanístico-científico. Estud. pedagóg. [online]. 2011, vol.37, n.2, pp. 181-196. ISSN 0718-0705.  http://dx.doi.org/10.4067/S0718-07052011000200011.

Comparou-se a situação empregatícia de jovens de ambos os sexos, com idade entre 18 e 24, egressos do Ensino Médio em cursos técnicos e humanístico-científico, em relação à formalidade contratual e à renda dos empregados. Também comparou-se a situação empregatícia de jovens antes e depois da reforma do ensino médio, em 1998. Em geral, os concluintes do ensino técnico têm leves vantagens em relação aos concluintes da formação humanística-científica. O mais importante é a diferença de gênero, já que concluintes do sexo masculino do ensino técnico têm melhores condições de trabalho do que os concluintes do sexo masculino do humanístico-científico e, depois dos concluintes e na mesma ordem, estão as concluintes. Este estudo evidencia que a reforma do ensino técnico não significou uma deterioração das perspectivas de emprego dos egressos, embora o tempo da formação tenha sofrido redução de dois anos.

Palabras clave : ensino médio; egressos; situação empregatícia; reforma educacional.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Español     · pdf en Español