SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.71 número5A gravidez na adolescência é fator de risco para o baixo peso ao nascer? (Brasil) índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Revista chilena de pediatría

versión impresa ISSN 0370-4106

Resumen

SUSIN, Lulie R.O. et al. Uma estrategia simples que aumenta os conhecimentos das mães em aleitamento materno e melhora as taxas de amamentação. Rev. chil. pediatr. [online]. 2000, vol.71, n.5, pp. 461-470. ISSN 0370-4106.  http://dx.doi.org/10.4067/S0370-41062000000500017.

Objetivo: Avaliar o conhecimento das mães em aleitamento materno antes e após orientação fornecida no período pós-parto e sua relação com a prevalência de amamentação. Métodos: Foi realizado um ensaio-clínico com 405 mães de crianças normais nascidas no Hospital de Clínicas de Porto Alegre entre julho e dezembro de 1994, cujo procedimento de intervenção consistiu de um vídeo abordando tópicos básicos sobre aleitamento materno, de um folheto explicativo e da livre discussão após o video. As primeiras 208 mães constituíram o Grupo Controle e as restantes 197, o Grupo Experimental. Todas as mães responderam a um questionário de identificação e a um teste de conhecimentos prévios sobre aleitamento materno na maternidade. As mães dos dois grupos foram acompanhadas por intermédio de visitas domiciliares ao final do primeiro, do segundo, do quarto e do sexto mês ou até a interrupção da amamentação, se fosse o caso. Ao final do primeiro més, as máes foram submetidas ao mesmo teste de conhecimentos aplicado logo após o parto. A técnica de regressão logística foi utilizada para avaliar a associação entre o conhecimento da mãe em aleitamento materno e a prevalência da amamentação. Resultados: As mães que receberam a intervenção (Grupo Experimental) tiveram um escore significativamente maior no teste de conhecimentos em aleitamento materno ao final do primeiro mês quando comparadas coro as mães do Grupo Controle (17,0 versus 14,7). A intervenção aumentou a chance das mães em 1,7 vezes de obter em um escore acima da média. Por sua vez, as mães cujos escores ficaram acima da média tiveram uma chance 8,2 vezes maior de estar amamentando exclusivamente no final do terceiro mês e duas vezes maior de estarem amamentando no final do sexto mês. Conclusão: Estratégias simples para aumentar o conhecimento das mães sobre aleitamento materno podem ter impacto positivo nas taxas de amamentação

Palabras clave : aleitamento materno; lactação; leite humano.

        · resumen en Inglés     · texto en Portugués