SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.41 número124O imobiliário como frente de expansão da metrópole: contradices na produção do espado do Porto das Dunas¿Hacia dónde crecerá la ciudad de San Luis Potosí (México) después de 2009? índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Em processo de indexaçãoCitado por Google
  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO
  • Em processo de indexaçãoSimilares em Google

Compartilhar


EURE (Santiago)

versão impressa ISSN 0250-7161

Resumo

NADALIN, Vanessa  e  IGLIORI, Danilo. Espraiamento urbano e periferização da pobreza na região metropolitana de São Paulo: evidências empíricas. EURE (Santiago) [online]. 2015, vol.41, n.124, pp.91-111. ISSN 0250-7161.  http://dx.doi.org/10.4067/S0250-71612015000400005.

A evolução urbana da Região Metropolitana de São Paulo, Brasil, entre 1960 e 2000, indica um processo de espraiamento urbano definido como o crescimento urbano desconcentrado, não denso e que deixa vazios dentro da mancha urbana. Para comprová-lo se propôs a construyo de um indice de espraimento a partir da análise de mapas da área urbanizada, a evolução das densidades populacional e de empregos e a evolução dos gradientes de densidade. Seus determinantes são buscados em análise econométrica. Os resultados indicam que houve espraimento no período mais recente analisado e que esse fenômeno se dá a partir da ocupação das periferias por população de baixa-renda.

Palavras-chave : expansão urbana; crescimento urbano; periferia urbana; descentralizado; morfologia urbana.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons