SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.38 número113Apropiación y control social en un centro comercial de Santiago: prácticas socioespaciales y significaciones adolescentesExpansión metropolitana y movilidad: el caso de Caracas índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

EURE (Santiago)

versión impresa ISSN 0250-7161

Resumen

ZANDONADE, Patricia  y  MORETTI, Ricardo. O padrão de mobilidade de São Paulo e o pressuposto de desigualdade. EURE (Santiago) [online]. 2012, vol.38, n.113, pp. 77-97. ISSN 0250-7161.  http://dx.doi.org/10.4067/S0250-71612012000100004.

Os fatores determinantes dos problemas de mobilidade cotidiana nas metrópoles brasileiras estão associados ao seu padrão desigual de urbanização. Tomado como referência para esta discussão, São Paulo é um caso de extrema representatividade para esta problemática, onde as dificuldades de mobilidade afetam seriamente a população de menor renda. Mais recentemente o problema se alastra e crescem as pressões pela melhoria das condições de transporte. Neste contexto, o debate sobre melhoria dos sistemas de transporte coletivo é necessário, mas não suficiente. A expectativa de utilização do automóvel particular é generalizada, porém não existem condições de viabilizar a mobilidade cotidiana com base nesse modal. A ampliação do transporte sobre trilhos é lenta e não há possibilidade de mudança substantiva em curto prazo. Este caótico modelo sustentase no pressuposto da desigualdade social, que resulta hoje numa crescente desigualdade ambiental urbana. A melhoria das condições de mobilidade para todos envolve o questionamento desse pressuposto.

Palabras clave : desigualdade social; modelos de transporte; transporte urbano.

        · resumen en Inglés     · texto en Portugués     · pdf en Portugués