ISSN 0718-4026 versão online
ISSN 0379-3893 versão impressa

INSTRUÇÕES AOS AUTORES

Escopo e política

Original e inédito artigos sobre temas médicos, incluindo artigos de investigação fundamental e clínica, exame artigos, documentos e outros, com a preferência dada a esses relacionados com a cirurgia e as suas características especiais. Ele também edita livros, revistas, jornais, relatos de casos, cartas ao editor de imagem e de cirurgia.

Todos os itens que atendam aos requisitos formais serão sujeitas a revisão por pares, os avaliadores externos, designados pela Comissão Editorial e são membros proeminentes da comunidade médica.

Esta avaliação será realizada durante um período de 30 dias, tanto no estilo e na metodologia.

A revista destina-se a cirurgiões em todas as especialidades e pós-graduandos.

Forma e preparação de manuscritos

A REVISTA CHILENA DE CIRURGIA é editada pela Sociedade de Cirurgiões do Chile e publica artigos originais e inéditos sobre assuntos médicos, em especial artigos de pesquisa básica e clínica, artigos de revisão, documentos e outros, dando preferência àqueles relacionados com a Cirurgia e suas especialidades derivadas. Ademais, são publicadas editoriais, revista de revistas, casos clínicos, cartas para o editor, imagens e cirurgia. Os artigos que cumpram com os requisitos formais, serão submetidos a avaliação por pares, que são destacados membros da comunidade médica, e serão designados pelo Conselho Editorial . A mencionada  avaliação será realizada em um prazo de 30 dias, tanto no estilo quanto na metodologia, esta última segundo as seguintes guias:

REVISÃO DE ARTIGOS DE  PESQUISA.

Domínio

Item

Recomendação

Resposta

Introdução

  1. Problema em estudo

Desenvolver um enfoque geral do problema em estudo, da informação científica disponível e a  justificação da pesquisa que está sendo relatada.

 

Sim - Não

  1. Objetivos

Objetivos claros e precisos.

Sim - Não

Metodologia

    1. Desenho do estudo

Mencionar o desenho de estudo utilizado. Por exemplo: Trata-se de uma série retrospectiva de casos, o estudo de corte transversal….

 

Sim - Não

    1. Lugar onde se desenvolveu a pesquisa

Descrever o cenário, os lugares, e as datas correspondentes; incluídos a eventual exposição, o seguimento e o levantamento de dados.

Sim - Não

    1. Participantes

Mencionar o número de sujeitos estudados ou o tamanho da mostra.

Sim - Não

    1. Critérios de inclusão

Assinalar os critérios de inclusão da população estudada.

Sim - Não

    1. Critérios de exclusão

Citar os critérios de exclusão da população estudada. Lembrar que eles não são contrários aos critérios de inclusão.

 

Sim - Não

    1. Amostragem

Indicar o tipo de amostragem utilizado (se for o caso).

Sim - Não

    1. Variáveis

Definir claramente as variáveis estudadas (pelo menos relatar a variável principal ou de resultado). Idealmente deve incluir  quem, como, com que e quando foi medido.

 

Sim - Não

    1. Seguimento

Indicar o tempo de observação ou de seguimento dos sujeitos em estudo (conforme for o caso).

 

Sim - Não

    1. Estatísticas

Indicar as ferramentas estatísticas utilizadas. Mencionar o tipo de estatísticas descritivas e analíticas (se for o caso) foram empregadas.

 

Sim - Não

    1. Princípios éticos

Mencionar os princípios éticos envolvidos.

Sim - Não

Resultados

      1. Participantes

Descrição geral da mostra estudada. Utilização de estatística descritiva.

 

Sim - Não

      1. Análise de grupos e subgrupos

Aplicação de estatística analítica, com comparação de grupos e subgrupos (se for o caso).

 

Sim - Não

      1. Outras análises

Emprego de outro tipo de análise (se for o caso). Análise de sobrevida,  ajustes por fatores de confusão e sua precisão (por exemplo, intervalos de confiança de 95%).

 

Sim - Não

Discussão

  1. Novidade da proposta

Discutir sobre os  aspectos inéditos do estudo que é apresentado. O objetivo, o desenho, as características da população, a intervenção, a medição dos resultados, etc.

Sim - Não

  1. Comentários a respeito dos resultados

Comentar e eventualmente interpretar os resultados obtidos com relação ao conhecimento existente e aos resultados de estudos similares.

Sim - Não

  1. Limitações do estúdio

Expor as limitações do estudo e os potenciais viés existentes nele.

Sim - Não

  1. Conclusão (es)

Sugira a (s) conclusão (es). Naqueles estudos nos quais possa ser  exposto. Quer dizer, apenas se for o caso (segundo o objetivo, o desenho e os resultados observados).

Sim - Não

O trabalho será depois reenviado para o autor, para as correções sugeridas, para o qual ele vai contar com 30 dias. Assim que for devolvido, o editor decidirá si vai ser necessária uma nova revisão, pelos avaliadores, ou se pode ser publicado; o qual será comunicado aos autores pelo correio eletrônico ou outro meio escrito.

Os trabalhos devem ser enviados diretamente para a  Revista Chilena de Cirugía, Román Díaz 205, Of. 401, Providencia, Fono-Fax: 562-2351741, Santiago, Chile. Também podem ser enviados, com um peso que não exceda 1 megabyte e com arquivos de texto e figuras por separado,  para editor@cirujanosdechile.cl.

Forma e preparação dos manuscritos:
Os artigos enviados para a Revista deverão ser ajustados às seguintes instruções, considerando características próprias e algumas estabelecidas em “Requisitos Uniformes para os Manuscritos Submetidos às Revistas Biomédicas”, estabelecidos pelo International Committee of Medical Journal Editors.

1. O trabalho deve ser escrito em papel tamanho carta, espaço duplo, deixando margens de 3 cm. Todas as páginas devem ser numeradas no ângulo superior direito, começando pela página do título. Devem ser entregues dois exemplares idênticos to texto completo, com as Referências, Tabelas e Figuras, acompanhados por uma cópia idêntica no programa MSWord para PC em disquette 3,5'', ou em CD. As Figuras que mostrem imagens (radiografias, histologia, etc.) devem ser entregues em cópias fotográficas, em papel ou meio magnético, não como fotocópias. Se for possível, no pé página do título deve ser mostrada uma contagem computacional de palavras, contadas do início da Introdução até o final da Discussão (ficam excluídas da contagem, a  página do título, o Resumo, os Agradecimentos, as Referências, Tabelas e Figuras). Se solicita que os “Artigos de Pesquisa” não ultrapassem as 2.500 palavras. Os “Artigos de Revisão”, “Cirurgia em dia” e os “Documentos” podem se estender até 3.000 palavras. Os “Casos Clínicos” não devem exceder 1.500 palavras. As “Cartas para o Editor” não devem exceder 1.000 palavras. Em Imagens e Cirurgia, o texto pode ter até 200 palavras, acompanhadas de até 4 imagens.

2. Os “Artigos de Investigação” devem estar divididos em secções tituladas: Resumo, Abstract, Introdução, Material e Método, Resultados e Discussão, Referências. Os “Casos Clínicos” devem incluir Resumo, Abstract, Caso Clínico, breve Discussão e referências.  Os outros Artigos podem ter outros formatos, mas todos devem incluir Resumo e Abstract, devendo ser aprovados pelos Editores.

“A Revista Chilena de Cirurgia apoia as políticas para registro de ensaios clínicos da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Internacional Comité of Medical Journal Editors (ICMJE), reconhecendo a importância dessas iniciativas para o registro e divulgação internacional de informação sobre estudos clínicos, em acesso aberto. Em conseqüência, somente serão aceitos para publicação, proximamente, os artigos de investigações clínicas que tenham recebido um número de identificação em um dos Registros de Ensaios Clínicos validados pelos critérios estabelecidos pela OMS e ICMJE, cujos endereços estão disponíveis no site do ICMJE. O número de identificação deverá ser registrado no final do resumo”.

(O conceito se aplica aos trabalhos que sejam estudos do tipo experimental ou que levem, em seu título ou em seu resumo, o nome ensaio clínico ou estudo prospectivo aleatório).

Política de Conflitos de interesse.
Os autores devem deixar constância explícita na página do título se existir qualquer de interesse entre eles, o conteúdo do artigo e alguma empresa relacionada ou não com a saúde.

Política de Consentimento infomado
Os autores devem deixar constância nos artigos pertinentes do Consentimento informado. O consentimento informado é um processo cujo fundamento é uma conversa entre investigador e provando. Os pontos essenciais desta interação pessoal são recolhidos em um documento assinado pelo investigador para ratificar o processo de informação, e pelo provando para confirmar que outorga consentimento para participar no estudo.

Quando se efetuaram experimentos em seres humanos, esclareça se os procedimentos respeitaram normas éticas concordantes com a Declaração de Helsinki (atualizada em 2000) e se foram revisados e aprovados por um comitê ad hoc da instituição em que se efetuou o estudo. Quando os editores solicitarem, os autores deverão anexar o respectivo documento de aprovação. Identifique os fármacos e compostos químicos empregados, com seu nome genérico, suas doses e vias de administração. Identifique os pacientes mediante números correlativos, mas não use suas iniciais nem os números de fichas clínicas de seu hospital. Indique sempre o número de pacientes ou de observações.

Os trabalhos baseados em experimentos em animais devem ser aprovados pelo comitê de ética do estabelecimento, devem ser absolutamente justificados, e só serão aceitos se há objetivos claros. Tudo isso deve estar explícito no artigo.

O ordenamento de cada trabalho será o seguinte:

3.1. Página do Título. A primeira página do manuscrito deve conter:

1) O título do trabalho, que deve ser conciso, porém informativo, sobre o conteúdo central da publicação, e sua tradução ao inglês;
2) O ou os autores, identificando-os com seu nome de guerra, sobrenome paterno e inicial do materno.
3) Nome do lugar de trabalho ao que pertenceu dito autor durante a execução do trabalho;
4) Nome e endereço do autor com quem estabelecer correspondência. Deve incluir o correio eletrônico e endereço postal;
5) Fonte de apoio financeiro, se houver, em forma de subsídio de investigação (Grants), equipamentos, drogas, ou todos eles. Deve declarar-se toda ajuda financeira recebida, especificando se a organização que a proporcionou teve ou não teve influência no estudo.
6) Data do envio. Ao pé da página do título coloque a contagem computacional de palavras, segundo esclarecido previamente em 1.
Cada uma das seções seguintes (3.2 a 3.8) deve ser iniciada em novas páginas.

3.2. Resumo. A segunda página deve conter um resumo, de não mais de 250 palavras, estruturado da seguinte maneira: Objetivos do trabalho, o Material e Métodos empregados, os Resultados principais e as Conclusões mais importantes. Não empregue abreviaturas não padronizadas. Os autores podem proporcionar sua própria tradução do resumo ao inglês, com a respectiva tradução do título do trabalho. A Revista fará a tradução para aqueles que não estiverem em condições de proporcioná-la. Os Editores poderão modificar a redação do resumo entregue pelos autores. Os autores podem propor até 5 “palavras claves”, as quais idealmente devem ser eleitas na lista do Index Medicus (Medical Subjects Headings).

3.3. Introdução. Resuma o estudo e expresse claramente seu propósito. Quando for pertinente, esclareça a hipótese cuja validade pretendeu analisar. Não revise extensamente o tema e cite somente as referências bibliográficas que sejam estritamente pertinentes a seu próprio estudo.

3.4. Material e Método. Descreva a seleção dos sujeitos estudados: pacientes ou animais de experimentação, órgãos, tecidos, células, etc., e seus respectivos controles. Identifique os métodos, instrumentos ou aparelhos e procedimentos empregados, com a precisão adequada para permitir a outros observadores que reproduzam seus resultados. Se forem empregados métodos bem estabelecidos e de uso freqüente (inclusive métodos estatísticos), limite-se a nomeá-los e cite as respectivas referências. Quando os métodos foram publicados mas não são bem conhecidos, proporcione as referências e acrescente uma breve descrição. Se os métodos são novos ou aplicou modificações a métodos estabelecidos, descreva-os com precisão, justifique seu emprego e enuncie suas limitações. Quando foram efetuados experimentos em seres humanos, esclareça se os procedimentos respeitaram normas éticas concordantes com a Declaração de Helsinki (atualizada em 2000) e se foram revisados e aprovados por um comitê ad hoc da instituição em que se efetuou o estudo; quando os editores solicitarem, os autores deverão anexar o documento de aprovação respectivo. Identifique os fármacos e compostos químicos empregados, com seu nome genérico, suas doses e vias de administração. Identifique os pacientes mediante números correlativos, mas não use suas iniciais nem os números de fichas clínicas de seu hospital. Indique sempre o número de pacientes ou de observações, os métodos estatísticos empregados e o nível de significação escolhido previamente para julgar os resultados.

3.5. Resultados. Apresente seus resultados seguindo uma seqüência lógica e concordante, no texto, nas Tabelas e nas Figuras. Os dados podem ser mostrados em Tabelas ou Figuras, mas não simultaneamente em ambos. No texto, destaque as observações importantes, sem repetir todos os dados que se apresentam nas Tabelas ou Figuras. Não misture a apresentação dos resultados com sua discussão.

3.6. Discussão. Trata-se de uma discussão dos resultados obtidos neste trabalho e não de uma revisão do tema em geral. Discuta unicamente os aspectos novos e importantes que aporta seu trabalho e as conclusões que você propõe a partir deles. Não repita detalhadamente os dados que aparecem em “Resultados”. Torne explícitas as concordâncias ou discordâncias de suas descobertas e suas limitações, comparando-as com outros estudos relevantes, identificados mediante as respectivas citações bibliográficas. Conecte suas conclusões com os propósitos do estudo, que destacou na “Introdução”. Evite formular conclusões que não estejam respaldadas por suas descobertas, bem como se apoiar em outros trabalhos ainda não terminados. Idealize novas hipóteses quando lhe parecer adequado, mas qualifique-as claramente como tais. Quando for apropriado, proponha suas recomendações.

3.7. Agradecimentos. Expresse seu agradecimento somente a pessoas e instituições que fizeram contribuições substantivas a seu trabalho.

3.8. Referências. Limite, no possível, às referências (citas bibliográficas) a não mais de 40. Estas devem aparecer no texto em ordem crescente, isto é numere as referências na ordem em que as menciona pela primeira vez no texto. Identifique-as mediante numerais arábicos, colocados no final da frase ou parágrafo em que são aludidas na forma de superíndice. As referências que forem citadas unicamente nas Tabelas ou nas legendas das Figuras devem ser numeradas na seqüência que corresponda à primeira vez em que são citadas ditas Tabelas ou Figuras no texto. Pode-se incluir como referências a trabalhos que foram aceitos por uma revista mas ainda em processo de publicação; neste caso, deve-se anotar a referência completa acrescentando a seguir do nome abreviado da revista, a expressão “(em imprensa)”. O formato das referências deve ser o seguinte:

a) Para Artigos em Revistas: Sobrenome paterno e inicial do nome do ou dos autores. Mencione todos os autores quando sejam seis ou menos; se forem sete ou mais, inclua os seis primeiros e acrescente “e cols” ou “et al”segundo se a citação estiver em espanhol ou outro idioma, respectivamente. Limite a pontuação a vírgulas que separem os autores entre si. Segue o título completo do artigo, em seu idioma original. Logo, o nome da revista em que apareceu, abreviado de acordo ao estilo usado pela Index Medicus, ano de publicação; volume da revista: página inicial e final do artigo(exemplo: 2006;34:234-6).

b) Para Capítulos em Livros: Exemplo: 18. Croxatto H. Prostaglandinas. Funções endócrinas do rim. Em: Pumarino H, ed. Endocrinologia e Metabolismo. Santiago: Editorial Andrés Bello, 1984;823-40.

c) Para Artigos em Formato Eletrônico: Citar autores, título do artigo e revista de origem tal como para sua publicação em papel, indicando a seguir o endereço eletrônico onde se obteve a citação e a data em que se realizou a consulta. Ex.: Rev Méd Chile 2003;131:473-82. Disponível em: www.scielo.cl (Consultado em 14 de julho de 2003). Para outros tipos de publicações, atenha-se aos exemplos dados nos “Requisitos Uniformes para os Manuscritos Submetidos a Revistas Biomédicas”. Os autores são responsáveis da exatidão de suas referências.

3.9. Apresente cada Tabela em folha separada, separando suas células com espaço duplo (1,5 linhas). Numere as Tabelas em ordem consecutiva e atribua a cada uma delas um título que explique seu conteúdo sem necessidade de buscá-lo no texto do manuscrito (Título da Tabela). Sobre cada coluna coloque um cabeçalho curto ou abreviado. Separe com linhas horizontais somente os cabeçalhos das colunas e os títulos gerais. As colunas de dados devem ser separadas por espaços e não por linhas verticais. Use notas de esclarecimento para todas as abreviaturas no padrão. Cite cada Tabela em sua ordem consecutiva de menção no texto do trabalho.

3.10. Figuras. Denomine “Figura” a qualquer ilustração que não seja Tabela (Ex.: gráficos, radiografias, eletrocardiogramas, ecografias, etc.). As imagens digitalizadas em computador devem ser gravadas em média ou alta resolução em formatos JPEG, TIFF, EPS, BMP, o PICT para que possam ser revisadas pelos programas de desenho gráfico de uso habitual. As letras, números, flechas ou símbolos devem ver-se claramente e nítidos na imagem e devem ter um tamanho suficiente como para seguir sendo legíveis quando a Figura se reduza de tamanho na publicação. Seus títulos e legendas, não devem aparecer na Figura, devem ser incluídas em folha separada, para serem compostos pela imprensa. Os símbolos, flechas ou letras empregadas nas fotografias de preparações microscópicas devem ter um tamanho e contraste suficientes para distingui-las de seu entorno. Cite cada Figura no texto, em ordem consecutiva. Se uma Figura reproduz material já publicado, indique sua fonte de origem e obtenha licença escrita do autor e do editor original para reproduzi-la em seu trabalho. Nas fotografias de pacientes deve-se cobrir parte de seu rosto para que não seja identificável.

3.11. Legendas para as figuras. Apresente os títulos e legendas das Figuras em uma página separada. Identifique e explique todo símbolo, flecha, número ou letra que tenha empregado para assinalar alguma parte das ilustrações.

3.12. Unidades de medida. Use unidades correspondentes ao sistema métrico decimal.

3.13. Correções pelo autor. Uma vez que as primeiras provas do trabalho saem da imprensa, este geralmente é enviado ao autor para a revisão final. Se for necessária alguma correção, esta deve ser formal, sem mudar o fundo do artigo.

4. Nome e assinatura do autor que manterá contato com a revista *Telefones, *Endereço postal,*Fax,*e-mail.

*Estes dados são absolutamente necessários para comunicações posteriores.

Envio de manuscritos

As inscrições devem ser enviadas diretamente para:

[Sobre esta revista] [Corpo editorial] [Assinaturas]


Sociedad de Cirujanos de Chile

Román Díaz #205, Of. 401
Santiago - Chile
Tel.: (56-2) 2236 2831
Fax: (56-2) 2235 1741


sociedad@cirujanosdechile.cl