ISSN 0718-8358 versão online
ISSN 0718-1299 versão impressa

INSTRUÇÕES AOS AUTORES

Escopo e política

A Revista INVI entrega através dos artigos, opiniões, ensaios, resenhas e documentos informativos que publica, uma perspectiva Ibero-americana dos temas relacionados com o habitat residencial e a habitação.

Seus conteúdos definem-se por uma política editorial que prioriza a qualidade das colaborações a partir de sua originalidade, pertinência temática, sistematização e rigor científico, valorizando especialmente aquelas derivadas de pesquisas.

Processo de avaliação e seleção de artigos

Todos os manuscritos solicitando a publicação na Revista INVI passam por uma avaliação editorial que determina a pertinência temática e o apego a padrões de qualidade estabelecidos pela Revista, efetuando-se o seguinte processo para a avaliação:

    Uma vez cumprida a data limite de recepção de colaborações para cada edição, elas serão revisadas pelos editores para a verificação de sua pertinência temática geral, e de conformidade com as regras para os autores. Onde as mudanças são necessárias nesta fase, que entrará em contato com os autores antes de submeter seu trabalho para avaliação.
    • A rodada de avaliação das colaborações se desenvolve através de dois canais paralelos: um, realizado pela co-edição da Revista, na qual se verifica o cumprimento das normas de edição. O outro, solicitado a dois avaliadores para cada trabalho sob o sistema de avaliação modalidade duplo cego, onde se julga a qualidade do conteúdo e do texto como comunicação científica. Em caso de discrepância no resultado das avaliações será o Editor da Revista que dirima sobre esta situação. Será entendido, então, que nestes casos a decisão final de publicação dos trabalhos é de competência exclusiva e inapelável do Editor.
    • As avaliações serão efetuadas de acordo aos seguintes critérios:
    • Originalidade de conteúdos
    • O trabalho apresentado deve ser original e inédito.
    • Relevância do tema desenvolvido.
    • Possível impacto no campo do conhecimento após sua publicação
    • Argumentação.
    • O trabalho inclui uma revisão de literatura relevante e atualizada no tema.
    • Marco teórico consistente e convincente.
    • A metodologia é flexível e inovadora, apresentando a forma em que se aborda a compreensão do problema e explica o contexto no qual foi realizada a pesquisa.
    • As conclusões estão relacionadas com os objetivos iniciais da investigação e resumem a posição do autor além de serem coerentes com o desenvolvimento do trabalho.
    • Qualidade da comunicação
    • Estrutura lógica, concordante com o conteúdo e desenvolvimento do artigo.
    • A redação do trabalho permite uma compreensão multi e interdisciplinar, resultando compreensível mais além dos limites de uma só disciplina. Evitou-se o uso de termos ou siglas locais, evitou-se ou foi explicado apropriadamente.
    • Redação e ortografia de acordo ao nível de um artigo científico.
    • Conteúdo gráfico pertinente, suficiente e complementar à informação do texto.
    • Fontes bibliográficas do trabalho
    • Vigência das fontes bibliográficas consultadas que devem ser citadas no caminho certo e tão completa quanto possível.
    • Qualidade e pertinência da bibliografia consultada.
    • Aspectos formais
    • O título é conciso, específico e claro.
    • O resumo é preciso e compreensível e sintetiza apropriadamente o conteúdo.
    • As palavras-chave são as mais apropriadas para o conteúdo.
    • Ao receber os resultados das avaliações, estes se integrarão em um formulário único por artigo que será enviado aos respectivos autores informando sobre a recomendação dada pelos avaliadores em relação com a possível publicação ou não de seu trabalho de acordo às opções de recomendações existentes. Os trabalhos que forem recomendados dentro das opções onde se solicitam ajustes, uma vez modificados pelos autores, deverão ser submetidos à rodada de revisão.
    • A revisão de artigos corrigidos consiste em uma segunda leitura por parte dos mesmos avaliadores da primeira rodada para cada caso, que procederão a verificar se os comentários realizados foram considerados, e em função de dita verificação recomendarão ou não a publicação. Em caso de discrepância nesta instância do processo, o editor revisará os argumentos dados pelos avaliadores e o artigo corrigido, e resolverá em concordância. O resultado final desta segunda rodada será comunicado aos autores segundo corresponda, esclarecendo as razões que fundamentam esta decisão.
    • Revista INVI publica uma quantidade limitada de artigos por edição, razão pela qual, uma vez definidos os artigos recomendados para publicação, o Comitê Editorial realiza o processo de seleção no qual avaliarão em função dos seguintes critérios, aqueles que constituirão o conteúdo do número:
    • Resultado geral da avaliação por pares (em função do caráter das observações realizadas e a qualidade das correções).
    • Grau de vinculação com a temática do número (quando ele for temático).
    • Originalidade do tema do artigo.
    • Origem do artigo (terá maior valorização artigos derivados de investigações)
    • Origem dos autores (serão melhor avaliados os autores externos à instituição editora da Revista INVI)
    • Uma vez resolvido o conteúdo da edição, os autores dos artigos recomendados para publicação serão informados do resultado da seleção. Os artigos que mesmo tendo sido recomendados para publicar não tenham sido selecionados para uma determinada edição, terão a possibilidade de formar parte de um Banco de Artigos a fim de que sua publicação possa ser avaliada para os seguintes números da Revista. Para isto, os autores de ditos artigos deverão indicar seu expresso consentimento a respeito.
    • Para os itens de Banco de artigos, uma vez transcorridos os dois processos de seleção seguintes, se o artigo ainda não foi selecionado se sugerirá a seus autores buscar alternativas de publicação.
    • Com o envio de colaborações para a Revista INVI, deverá entender-se que os autores conhecem e subscrevem a suas condições de direitos de autor:
    • As opiniões e conteúdos dos documentos publicados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não comprometem necessariamente o ponto de vista da Revista INVI.
    • Revista INVI está publicada sob uma licença de Atribuição-Não Comercial-Sem Derivadas de Creative Commons. Para ver uma cópia desta licença, visite http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/deed.pt_BR.
    • Revista INVI se reserva o direito de efetuar as modificações que sejam necessárias para adaptar o conteúdo escrito e/ou gráfico aos requerimentos de edição. Qualquer restrição legal que afete os artigos é responsabilidade exclusiva de seus autores.

Forma e prepação de manuscritos

Revista INVI publica em suas edições, impressa e eletrônica, quatro seções permanentes (editorial, artigos, resenha e informativo) e três ocasionais (outros artigos, opinião e monografias e ensaios). Em cinco delas, com exceção do editorial e informativo, recebe colaborações abertas de trabalhos conformados segundo as categorias de artigo e resenha bibliográfica.

Para o envio destas colaborações, os trabalhos devem se ajustar, ademais, às seguintes normas de edição cujo não cumprimento será causal de rechaço:

  1. Os trabalhos apresentados como colaboração para a Revista INVI deverão ser inéditos (não publicados previamente).
  2. O arquivo de texto, com o conteúdo escrito do trabalho, deverá ser enviado em formato Word, em idioma espanhol, inglês ou português, através do site da Revista: http://www.revistainvi.cl. O nome deste arquivo e seu conteúdo devem omitir qualquer referência à identidade de seus autores ou a sua filiação. Esta informação deverá ser ingressada unicamente através do formato de registro no mencionado site.
  3. Os trabalhos deverão ter uma extensão entre 6.000 e 10.000 palavras, no caso de artigos, e um máximo de 1000 palavras, no caso de resenhas bibliográficas. O formato de página será tamanho carta, com margem direita de 2 cm e as demais de 3 cm, e numeração na esquina inferior direita. A fonte a utilizar é Arial tamanho 11 com espaçamento entre linhas simples, com exceção do título do artigo que terá a mesma fonte em tamanho 14 e o resumo, palavras chave e citações e notas de pé de página, que irão com a mesma fonte em tamanho 8.
  4. O encabeçado de cada trabalho, estará constituído pelo título e um possível subtítulo, que em conjunto não deverão exceder 14 palavras, o resumo com um máximo de 200 palavras, e entre 3 e 5 termos chave.
  5. Logo depois do cabeçalho, apresentarão seu desenvolvimento estruturado com introdução, capítulos ou seções correspondentes, conclusões e bibliografia, ajustada de acordo com o indicado nestas normas para as referências bibliográficas.
  6. As citações serão detalhadas no pé da página com o seguinte formato: Sobrenome, ano de edição. Página citada (Exemplo: Tapia, 2011, p. 45). A referência bibliográfica completa deverá ser incluída na bibliografia. Outros tipos de notas de pé de página deverão ser reduzidas ao máximo, considerando uma extensão limite de até 60 palavras para cada nota.
  7. Os trabalhos que contenham termos, siglas, valores, etc., de caráter local, deverão descrever e/ou explicar seus significados, a fim de assegurar a total compreensão aos leitores estrangeiros do problema e origem do trabalho.
  8. O conteúdo gráfico poderá estar composto por fotos, figuras (planos, esboços, desenhos, etc.), gráficos, tabelas e/ou esquemas (ou diagramas), que deverão ser perfeitamente nítidos e formar parte do conteúdo do documento, evitando ilustrações mudas alheias a este. Os autores poderão incluir até um máximo de 10 elementos gráficos em total.

Todo o material gráfico deverá ser inserido no arquivo de Word, na localização aproximada onde se solicita que seja incluído. Ademais, necessariamente, devem ser anexados em arquivos independentes do arquivo de texto, a través do site da Revista: http://www.revistainvi.cl, com uma resolução mínima de 250 dpi/ppp em formato tiff ou jpg. Cada elemento gráfico deverá estar numerado consecutivamente segundo seu tipo, identificado através de uma legenda explicativa a modo de título da imagem, e indicar a fonte de origem em cada caso.

Deve-se levar em conta, que a versão impressa de Revista INVI é publicada em preto e branco, razão pela qual, para uma melhor legibilidade, é recomendável usar convenções em escala de cinzas, em lugar de cor, para a elaboração de gráficos, mapas, diagramas e outros. Se o trabalho incluir tabelas, estas devem ser feitas em formato de texto e serem incluídas no corpo do trabalho, não devem ser enviadas de maneira independente nem em formato de imagem.

Em caso de que sejam incluídos elementos gráficos que não sejam propriedade dos autores, estes deverão fornecer prova escrita das permissões correspondentes dos autores ou editores originais. Caso contrário, dito conteúdo não será publicado pela Revista INVI.

Referências bibliográficas

As referências bibliográficas deverão ser ajustadas segundo a seguinte pauta, em conformidade com a norma chilena INN (NCh 1143. Of999), homologada da Norma ISO 690 e da Norma ISO 690-2 para documentos eletrônicos e suas partes.

No listado devem ser incluídas, exclusivamente e em sua totalidade, as referências bibliográficas citadas ao pé de página ou nas fontes de conteúdo gráfico (se for o caso) ao longo do trabalho. As referências que não forem citadas no texto serão eliminadas do listado. A bibliografia final deverá ser apresentada em estrita ordem alfabética por sobrenome do autor. Para várias referências do mesmo autor, estas deverão ter uma ordem cronológica inversa (da mais recente até a mais antiga).

Como ilustração, são apresentados a seguir exemplos -organizados segundo a norma solicitada- dos tipos de referência que são incluídas com maior freqüência nos artigos publicados pela Revista:

Livros

SOBRENOME, Nome; SOBRENOME2, Nome2. Título do livro. Edição (exceto a primeira). Cidade e/ou país da edição, Editorial. Ano da edição. Páginas. Série. ISBN.

SEPÚLVEDA Ocampo, Rubén y FERNÁNDEZ Wagner, Raúl. Un análisis crítico de las políticas nacionales de vivienda en América Latina. 3ª ed. San José, Costa Rica, Centro Cooperativo Sueco. 2006. 148 p. Serie INVI-CYTED. ISBN 9968-9513-3-1.

Capítulo do livro

SOBRENOME, Nome; SOBRENOME2, Nome2. Título do capítulo. Em: SOBRENOME, Nome; SOBRENOME2, Nome2. Título do livro. Edição (exceto a primeira). Cidade e/ou país de edição, Editorial. Ano de edição. Páginas [página começo capítulo]-[página final capítulo]. Série. ISBN.

TORRES, Mario y CAQUIMBO, Sandra. Cambios espaciales y sociales en el centro histórico: Hacia la pérdida de la memoria y la identidad. En: BARRIO Taller. La ciudad pensada. Bogotá, Colombia, Barrio Taller. 2007. p. 121-143. Serie La Casa en el Aire. ISBN 958-97928-0-4.

Artigo em revista

SOBRENOME, Nome; SOBRENOME2, Nome2. Título do artigo. [Em linha]. Título da publicação periódica. Volume (número do exemplar): [página começo]-[página final], mês, año. [Data de consulta]. ISSN. Disponível em: http://...(endereço URL exata ou DOI do artigo).

HARAMOTO Nishikimoto, Edwin; JADUE J., Daniel y TAPIA Zarricueta, Ricardo. Programa de viviendas básicas en la Región Metropolitana 1990-1995: un análisis crítico desde una perspectiva global. Boletín del Instituto de la Vivienda. 16(44): 77-87, noviembre 2002. ISSN 0716-5668.

Documento apresentado a congresso, conferência ou reunião

SOBRENOME, Nome; SOBRENOME2, Nome2. Título do documento. Em: Nome do congresso (número do congresso, ano do congresso, lugar do congresso). Título da publicação. Edição (exceto a primeira). Cidade e/ou país de edição, Editorial. Ano de edição. Série. ISBN. pp. [página começo]- [página final].

GARGANTINI, Daniela y PERALTA, Joaquín. Criterios de evaluación de proyectos de vivienda en términos de sostenibilidad social. En: Jornada Internacional de Vivienda Social (5°, 2007, Valparaíso, Chile). V Jornada Internacional de Vivienda Social: el derecho a la ciudad y a la vivienda: propuestas y desafíos en la realidad actual. Santiago de Chile, Universidad de Chile, Facultad de Arquitectura y Urbanismo, Instituto de la Vivienda. 2008. pp.233-241.

Documentos eletrônicos

Os autores devem verificar a vigência dos recursos on line. Quando fizer referência a estes, os enlaces devem levar diretamente ao recurso e não a um portal ou outra página do site.

SOBRENOME, Nome; SOBRENOME2, Nome2. Título do recurso. [Em linha]. Nome do site web onde se encontra o recurso. Mês, ano do recurso. [Data da consulta: dia mês ano]. Disponível em: http://... (dirección URL exata do recurso).

LANGE V., Carlos. Algunas consideraciones para la implementación de un programa integral para el mejoramiento de barrios. [En línea]. El INVI Opina. Marzo 2006. [Fecha de consulta: 25 mayo 2006]. Disponible en:http://invi.uchilefau.cl/index.php/algunasconsideraciones-para-la-implementacion-de-un-programa-integral-para-elmejoramiento-de-barrios/.

Envio manuscritos

O envio de colaborações deverá ser digital através do website da Revista: http://www.revistainvi.cl.

[Sobre esta revista] [Corpo editorial] [Assinaturas]


Universidad de Chile
Facultad de Arquitectura y Urbanismo
Instituto de la Vivienda

Portugal 84
Casilla 3387
Santiago - Chile
Tel.: (56 2) 2978 3037
Fax: (56 2) 2222 2661


revistainvi@uchilefau.cl